Caderno 2

Por, Bairros de Maceió - 08/02/2016

Bloco Nega Fulô fez sucesso na orla de Ponta Verde

O Bloco Nega Fulô, saiu pela primeira vez neste domingo de carnaval, 7 de fevereiro, as 16:00 horas pela  Av Silvio Viana na Ponta Verde. Sem trio elétrico, sem abada e sem corda ao som da orquestra de frevo W & K, de Marechal Deodoro, que tem 16 componentes.
Carlito Lima falou para imprensa que a iniciativa é fazer um resgate do verdadeiro carnaval de rua de Maceió. “De uns anos para cá, essa tradição quase acabou, pouquíssimos blocos saem às ruas no dos dias de carnaval. Nos anos 60, havia o tradicional Banho de Mar à Fantasia, no domingo anterior ao carnaval, onde os blocos fantasiados desfilavam, com muito frevo e marchinhas”, lembra ainda que:  “Sempre houve uma tradição de carnaval de rua em Maceió, mas lamentavelmente, foram acabando com isso e queremos fazer um resgate da história da folia de Momo”, destacou.
O nome Nêga Fulô foi escolhido em homenagem ao poeta alagoano Jorge de Lima, autor do poema ‘Essa Nêga Fulô’.
O desfile foi um sucesso, com muita animação. O frevo e marchinhas fizeram a Ponta Verde parar pra ver o bloco passar, apesar a SMTT não ter fechado a rua como de costume tem feito aos domingos.
O bloco Nêga Fulô fez uma homenagem ao carnavalesco Prego, líder da Escola de Samba Gaviões da Pajuçara. “Eu pensei em todo ano homenagear um carnavalesco José Hilton Feitosa, mais conhecido por Prego. “Pensei em vários nomes e resolvi homenagear o Prego: um cara batalhador, da Gaviões da Pajuçara, que não vai sair esse ano, por falta de verba”, destacou.

Facebook 

Até a hora desta postagem tivemos 3.000 visualizaçoes em 2 videos postados e compartilhados com os seguites comentarios

Wilmene Wanderley De Carvalho Lima
"PRIMEIRO ANO DO BLOCO NEGA FULÔ, MT BOM EM 2017 VAI SER TOP


Gilberta Perez Lopes
Muito bom viva a Carlito Lima


Eduardo Proffa
Putz! Mais um dia recluso com a virose e não pude participar deste belo encontro carnavalesco...
Agradecemos a Carlito Lima pelo convite e ao Ademir Brandão pelo registro que só nos deixou com água na boca kkkkkk
Bom carnaval a todos!!!


Delma Maria
Que bom voltar o carnaval de Maceió estão de parabéns


Edvania Lira
Verdade, muito bom


Rita Coruripe
Foi bom demais!


Francisco Acioli
Uma inciativa de CARLITO LIMA, com o apoio Cultural SINDIVEST-Al. ANO I


André Cabral Barros
A resistência do carnaval de Maceió?


Tânia G Oliveira
Cidinha Madeiro, nem pude ir. Foi um sucesso. Genuíno.

Genivaldo De Farias Matos
Foi bom demais, e nós estávamos lá.


Ana Maria Amorim
Muuuuuito lindo!!!!
E como o homenageado "Prego" estava feliz!!!!!!


Sonia Calazans
Tudo perfeito mas a Banda WK arrasou....!!!!


Ailton Villanova
Eu estava a?, só de butuca.
Parabéns pela iniciativa e pelo sucesso, Carlito Lima.


Nadja Nara Dâmaso
Muito bom!!!!! Parabéns Carlito Lima!!!!


Joao Batista Oliveira
Arretado. Resgatando o carnaval. Parabéns, Carlito Lima!!!


Valéria Dos Anjos
Prego é uma grande figura , fez parte da minha infância na rua Araújo Bivar , Pajuçara


Ana Maria Amorim
Depois do "nega fulô" fica consolidado o resgate do carnaval de Maceió!!!


Marconi Oliveira
estive lá!


Paulete Constantino
Parabéns, Carlito Lima, pelo sucesso do 1º desfile do Bloco Nêga Fulô!


Ana Karina Luna
Apesar que estou adorando que metade de Maceió tá fora. Tudo calmo, a cidade só pra gente. Eu prefiro assim, nem precisamos viajar, quem sai é quem tem o trabalho de ter que sair... Voltem não! kkkkk Viajar é pra quem não tem imaginação ("tudo vale a pena se a alma não é pequena"). rsrsrs. E bloco bom é do pequeno onde a gente conhece todo mundo. Maceió vazia com bloco de cidade de interior (que não se encontra mais) pra mim é luxo puro!!!!

Mande seu comentario para o e-mail bairrosdemaceio@gmail.com   Ou para o meu perfil no facebook Ademir Brandão (Radialista)

 

Continue navegando...

Bairros de Maceíó © 2002-2017

Curiosidade

Treze vezes vencedor do prêmio Notáveis da Cultura Alagoana - Prêmio ESPIA.

"Uma cidade que não tem memória é uma cidade sem alma. E a alma das cidades é sua própria razão de ser. É sua poesia, é seu encanto, é seu acervo. Quem nasce, quem mora, quem adota uma cidade para viver, precisa de história, das referências, dos recantos da cidade, para manter sua própria identidade, para afirmar sua individualidade, para fixar sua municipalidade." Extraído do livro Maceió 180 anos de história 5 de dezembro de 1995.

Top