Caderno 2

Por, Bairros de Maceió - 30/08/2017

Primeira edição da Flipontal tem apoio da Semtur

Foi apresentada, nessa quarta-feira (23), a programação oficial da primeira edição da Festa Literária do Pontal da Barra, que acontecerá de 30 de agosto a 02 de setembro. Realizada por meio de uma parceria entre Prefeitura de Maceió, Associação Cultural Alagoas do Sul e Associação dos Artesãos do bairro, a Flipontal atrairá maceioenses e turistas para uma programação com palestras, debates, oficinas, saraus literários, exposições, feira de livros e apresentações musicais.

Na ocasião, o secretário de Turismo de Maceió, Jair Galvão, reforçou a importância do evento para a cidade e confirmou o apoio da Semtur. “O turismo sobrevive do meio ambiente, sobrevive da cultura e as pesquisas já demonstram que o perfil do turista do futuro é baseada nas características de identidade e de originalidade, do que é autêntico. É isso que o turista do futuro procura. Então quando eu falo da importância da Flipontal eu falo justamente nesse sentido, porque o Pontal é um lugar especial, um ícone da nossa cidade e da nossa cultura e os turistas ficam encantados com o que encontram aqui, com toda razão”, disse.

Para Galvão, oferecer esse tipo de experiência ao turista é um diferencial e agregador de valor para o destino Maceió. “Eu acredito muito na vocação natural do destino Maceió, do Pontal e todas as suas belezas. Por isso, é um prazer para a Semtur fazer parte desse marco e espero que o evento permaneça no calendário fixo da agenda municipal”.

A cerimônia de abertura da 1ª Flipontal será realizada na próxima quarta-feira (30), a partir das 19h, na Praça São Sebastião e traz uma programação com mais de 20 palestras que irão abordar temas relacionados à literatura e outras temáticas, além de diversas oficinas, atividades culturais e apresentações musicais. Confira a programação completa aqui.

Taynara Pretto / Ascom Semtur

 

Continue navegando...

Bairros de Maceíó © 2002-2017

Curiosidade

Treze vezes vencedor do prêmio Notáveis da Cultura Alagoana - Prêmio ESPIA.

"Uma cidade que não tem memória é uma cidade sem alma. E a alma das cidades é sua própria razão de ser. É sua poesia, é seu encanto, é seu acervo. Quem nasce, quem mora, quem adota uma cidade para viver, precisa de história, das referências, dos recantos da cidade, para manter sua própria identidade, para afirmar sua individualidade, para fixar sua municipalidade." Extraído do livro Maceió 180 anos de história 5 de dezembro de 1995.

Top