Notícia

Por, Bairros de Maceió - 11/10/2007

JACINTINHO / CRUZ DAS ALMAS - Ruas são pavimentadas

A periferia da cidade continua sendo contemplada com projetos importantes para a área social. Nesta quinta-feira (11), o prefeito Cícero Almeida e o secretário da Infra-Estrutura, Mosart Amaral, inauguram os serviços de pavimentação e drenagem executados na Avenida Bosque das Acácias (Grota do Arroz), em Cruz das Almas, e na Rua Ana Duarte, no Jacintinho.

Essas ações mostram a preocupação do governo em oferecer à comunidade maceioense uma melhor qualidade de vida, já que os projetos executados acabam com problemas diversos vividos por essas comunidades.

O projeto desenvolvido em Cruz das Almas beneficia não apenas a população residente na Grota do Arroz, mas também as comunidades da Grota do Rafael e Grota São Francisco, já que a avenida que ganhou pavimentação asfáltica interliga esses núcleos habitacionais onde residem mais de 25 mil pessoas, facilitando o deslocamento da população dessas grotas e também a circulação de veículos, inclusive, de ônibus urbanos. Nesse projeto, a Prefeitura investiu R$ 131.998,22.

José Maria Rosa, presidente da Associação dos Moradores da Grota do Arroz, disse que há 15 anos a comunidade vinha lutando pela execução dessa obra. “Agora toda a comunidade se sente feliz por ver esse projeto concretizado, graças ao prefeito Cícero Almeida, que foi sensível à reivindicação”, acrescenta. “Poeira e lama a partir de agora são coisas do passado. O prefeito está investindo muito nas comunidades carentes, acabando com tudo de ruim que existe”, diz a moradora Margarida da Conceição.

Já no Jacintinho, Almeida inaugura a pavimentação a paralelepípedo da Rua Ara Duarte. O investimento foi de R$ 14.779,60.

O prefeito Cícero Almeida garantiu que outras obras serão realizadas dentro desse processo de transformação da cidade de Maceió.

Fonte: SECOM
Crédito das fotos: Yvette Moura

 

 

Continue navegando...

Bairros de Maceíó © 2002-2017

Curiosidade

Treze vezes vencedor do prêmio Notáveis da Cultura Alagoana - Prêmio ESPIA.

"Uma cidade que não tem memória é uma cidade sem alma. E a alma das cidades é sua própria razão de ser. É sua poesia, é seu encanto, é seu acervo. Quem nasce, quem mora, quem adota uma cidade para viver, precisa de história, das referências, dos recantos da cidade, para manter sua própria identidade, para afirmar sua individualidade, para fixar sua municipalidade." Extraído do livro Maceió 180 anos de história 5 de dezembro de 1995.

Top