] Bairros de Maceió :: Tudo sobre os bairros de Maceió

Anfilófio Jayme de Altavilla Melo - (01.02.1927 A 07.01.1928)

História

Nascido em Maceió, aos 17 de outubro de 1895, no bairro de Bebedouro, Anfilófio Jayme de Altavilla Melo recebeu dos seus pais Balbino de Melo e Deolinda Melo todo o apoio que lhe puderam dar com os parcos recursos existentes, para a luta que o filho travava em busca do saber.
Foi aluno e professor do Liceu Alagoano. Ao ingressar na tradicional Faculdade de Direito de Recife, ele prometeu que criaria uma escola de Direito em Alagoas, o que conseguiu em 1931, quando fundou a Faculdade de Direito de Alagoas, mater da Universidade Federal do Estado.
Ao terminar o curso jurídico na Faculdade de Direito do Rio de Janeiro, Anfilófio voltou a Alagoas, onde exerceu as seguintes funções: Diretor da Imprensa Oficial; Diretor do Liceu Alagoano; professor do Colégio Estadual; vereador e presidente da Câmara; Promotor Público da Capital; Deputado Estadual; Professor da Faculdade de Ciências Econômicas; fundador e diretor da Faculdade de Direito e Prefeito de Maceió no período de 1? de fevereiro de 1927 a 07 de janeiro de 1928.
Contista, político, professor, poeta, jornalista, historiador, advogado e romancista, Jaime de Altavilla escreveu sobre Calabar, Quilombo dos Palmares e sobre a civilização de Alagoas. Como Prefeito, melhorou visualmente a cidade e fez a abertura da Avenida da Paz, hoje Assis Chateaubriand.

Continue navegando...

Anterior

José Moreira da Silva Lima

07.01.1925 A 01.02.1927

Ver História

Próximo

Ernandi Teixeira Bastos

07.01.1928 a 12.11.1928

Ver História

Bairros de Maceíó © 2002-2017

Curiosidade

Treze vezes vencedor do prêmio Notáveis da Cultura Alagoana - Prêmio ESPIA.

"Uma cidade que não tem memória é uma cidade sem alma. E a alma das cidades é sua própria razão de ser. É sua poesia, é seu encanto, é seu acervo. Quem nasce, quem mora, quem adota uma cidade para viver, precisa de história, das referências, dos recantos da cidade, para manter sua própria identidade, para afirmar sua individualidade, para fixar sua municipalidade." Extraído do livro Maceió 180 anos de história 5 de dezembro de 1995.

Top