Conheça a história de um bairro.

Apresentação

O projeto de contar a História dos Bairros de Maceió foi executado na Gazeta de Alagoas pelo Jornalista Jair Barbosa Pimentel em 1991. Depois em O JORNAL no ano de 1996, incluindo novos bairros e exemplo do Feitosa, Jacintinho, Tabuleiro do Martins, Riacho Doce, Ipioca, Bom Parto, Pitanguinha que teve nossa participação como pesquisador. Esperamos seja visto por muitos alagoanos e outros interessados na verdadeira história de nossa cidade.

Com ajuda de meu filho, publicamos esse site em 2002, que passou pela primeira fase em provedor gratuito. Já em 2003 registramos o site e o dominio. Evoluímos com novos links sempre com o tema Maceió. Recebemos os prêmios ESPIA (Notáveis da Cultura Alagoana) em 2005 / 2006 / 2007 / 2008 / 2009 / 2010/ 2011 / 2012 / 2013 / 2014 / 2015 / 2016.

Em junho de 2006 contratamos uma empresa para desenvolver uma WebRadio que denominamos de WebRadio Maceió, com a proposta de tocar só musica alagoana, em todos os gêneros, sendo destaque em revista especializada a nível nacional, vários jornais locais publicaram matérias sobre a independência da musica alagoana. A mesma empresa fez a reformulação do site que foi ao AR a nova versão em setembro no mesmo ano. Em 2017 ao completar 15 anos, entrou no ar em setembro a nova versão, com design responsivo, mais moderno, podendo ser acessado em  diversas plataformas, adaptado aos celulares, smartphones, tablets, notebooks, desktops e TVs. O site tem hoje uma media de 15.000 visitas por mês.

José Ademir M dos Anjos (Ademir Brandão)
Editor do site e radialista MTE 1338/AL

Destaques

Notíticias da Cidade

Caderno 2

Bairros de Maceíó © 2002-2017

Curiosidade

Treze vezes vencedor do prêmio Notáveis da Cultura Alagoana - Prêmio ESPIA.

"Uma cidade que não tem memória é uma cidade sem alma. E a alma das cidades é sua própria razão de ser. É sua poesia, é seu encanto, é seu acervo. Quem nasce, quem mora, quem adota uma cidade para viver, precisa de história, das referências, dos recantos da cidade, para manter sua própria identidade, para afirmar sua individualidade, para fixar sua municipalidade." Extraído do livro Maceió 180 anos de história 5 de dezembro de 1995.

Top